Um Toque de Literatura: How I Met Your Mother

Por Elizabeth Araújo

howimetyourmother

Em uma boa história o que conta não é a história em si, mas como ela é contada. How i met your mother soube como fazê-lo bem.

Como não tinha muitas séries para eu ver, fiquei mudando de canal a procura de algo interessante e encontrei HOW I MET YOUR MOTHER. Reconheci a série como sendo uma comentada por uma amiga e fiquei assistindo. Quando vi estava rindo com vontade e achei legal. Quis ver desde o início. Era já a oitava temporada. Assisti à série ansiosa para chegar à parte que eu já tinha visto e entender as mudanças. Com isso assisti a tudo em exato um mês.

Enquanto assistia percebi que havia um toque de literatura em toda história. A começar pela narrativa, além do autor da série, ela apresenta outro narrador: em 2030, Ted Mosby (também personagem) conta a seus filhos como conheceu a mãe deles. Para isso remete ao ano de 2005 quando tudo começou. Somente nas temporadas finais com os flashforwards vão fazer sentido tantas minúcias.  E como um texto literário, apresenta sua verossimilhança. Uma vez que é Ted quem está contando, a história é vista sempre do ponto de vista dele ou de como lhe contaram. Um exemplo disso é quando fala do namorado mais velho da Robin. Agora que conta a história, já velho admite o exagero de como imaginava o namorado e de como este devia ser de fato, mas na ironia mantém na sua narrativa como ele imaginava.

E sendo sua história passada muito antes obedece a regra do que lembramos e do que confundimos com o passar do tempo. Como quando não lembra o nome de uma das namoradas e a chama de blá, ou ao contar de uma conversa que admite não saber como era…  E quando confunde achando que a cabra tinha vindo em um dos seus aniversários, mas na verdade foi no seguinte “ah, não falei da cabra? Ah não foi nesse aniversário, foi no outro”. E aí quando chega a época de contar do outro aniversário, continua a história da cabra de onde parou. Não sei como ficou para quem acompanhou a série esperando os hiatus (se se lembravam da cabra), mas vendo sem interrupções nada perdia sentido.

motherserie

Na sua simplicidade himym apresenta uma complexidade com as idas e vindas, os flashbacks e os flashforwards. Está repleta deles. É a essência da história. Tanto que  um acontecimento no meio do episódio é parado para ser contado depois ou em um episódio seguinte por um dos personagens aos demais. Isso ocorre quando Ted e Robin contam a Barney da separação. Ou como fica perfeito a retomada quando falam do aborrecimento de Robin porque Barney não tava nem aí com a separação deles ao contar das novas conquistas. Não ficava de imediato claro que ela estivesse chateada com isso. Um telespectador atento poderia imaginar, mas suas atitudes poderiam ser mesmo sobre outro motivo…

Como Ted já sabe o que virá, o personagem tem a liberdade de manipular as histórias e como narrá-las. Assim: ele está contando um fato e volta para contar outro fato que explique esse novo fato. Ou manifesta sua opinião sobre alguém ou alguma coisa. Ou para a narrativa aos filhos para  fazer um comentário sobre o que foi dito. Ou revela o que de fato aconteceu: um aluno diz que pensa em ser arquiteto, ele interrompe a narrativa e diz que isso não aconteceu. Ou usa mecanismos recursivos da narrativa em geral “chegaremos lá”. Em um caso ele observa que contará depois a história do porteiro do jornal onde Robin está trabalhando, mas logo muda de ideia e conta em poucas palavras o que aconteceu com o tal porteiro. Ted é o dono da narração. O fato de a série  durar muitas temporadas dá ainda uma nova característica ao personagem: demorar muito pra contar uma história.

Embora para os telespectadores algumas cenas se apresentem como flashforward, em 2030 muitas delas já seriam flashback também. Como as que acontecem na oitava temporada quando começa a falar no casamento… mas isso a gente fala depois.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s